Carta da ANECS lida na reunião departamental da UFS

Carta em defesa da formação de qualidade e contra a aprovação do curso de “Especialização em Ensino de Sociologia no Ensino Médio – Modalidade à Distância” da Universidade Federal de Sergipe – UFS.

Essa carta tem o objetivo de combater a precarização da formação de professores para o ensino da disciplina Sociologia no ensino médio, que vem sendo empreendida mediante artifícios e projetos do Ministério da Educação e das Secretarias de Educação dos estados, através de projetos que visam não mais que a mercantilização da força de trabalho.

Uma das bandeiras da Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais – ANECS compreende a luta pelo fim da educação à distância do curso de Ciências Sociais. Entendemos, enquanto estudantes que priorizam a qualidade da educação e do ensino das Ciências Sociais no país, que cursos nesse formato não contemplam os preceitos básicos da nossa formação, pois usurpam as várias vivências do estudo presencial e se tornam profícuos, no sentido de não validarem a maturação digna de nossas disciplinas e de contribuírem para a desvalorização do fazer pedagógico, sociológico e, sobretudo, fazer crescer a marginalização da disciplina; esta acaba por ganhar um caráter de menor importância frente às imponentes disciplinas das áreas técnicas, objetivas e exatas. Os modelos que explicam as questões sociais, as regras da democracia e da educação são analisados, pesquisados e elaborados com tanto afinco nas comunidades acadêmicas, para em seguida serem relidos e descontextualizados pelosórgãos do governo que, através de medidas arbitrárias e unilaterais, inserem no discurso pedagógico e no ensino das Ciências Sociais a corroboração de um senso comum alienador, transformando a sociologia em um adereço e, notadamente, impedindo que nossa produção de conhecimento se torne subsídio essencial aos movimentos de transformação social como um todo.

Combatemos o descaso das instâncias governamentais, das universidades, dos departamentos, com relação à nossa formação e consequentemente à formação de nossos futuros alunos, já que há uma demanda de Cientistas Sociais formados e concludentes que estão e estarão habilitados ao ofício de lecionar a disciplina e por arbitrariedade dos estados e do governo federal não ocupam os postos de professores de sociologia, uma vez que a lei permite que graduados das mais diferentes áreas ministrem a disciplina no ensino médio.

Combatemos ainda os muitos projetos de formação continuada cuja estrutura e objetivo dão margem a supostas qualificações e habilitações de graduados das mais diversas áreas ao ensino de Sociologia, e que são como dito, artifícios promíscuos para fazer reparos paliativos ao problema do ensino da Sociologia no Brasil. Nesse viés, percebemos nos diversos cursos do país que os departamentos de Ciências Sociais priorizam os cursos de bacharelado e as atividades de pesquisa – ainda assim com uma atuação deficitária, é importante destacar que também não somos satisfeitos em relação à pesquisa, extensão e à forma mercantil da produção de conhecimento – negligenciando as questões concernentes à docência, proporcionando poucos projetos de extensão e estágio para os cursos de licenciatura, disponibilizando de poucos professores preparados para ministrar as cadeiras de educação e para trabalhar a especificidade da didática da sociologia e as problemáticas da disciplina.

Ressaltamos que essa perspectiva de formação aligeirada forma docentes que incorporam às suas formações iniciais apenas as técnicas de como reproduzir noções que em muito não condizem com o fazer sociológico. Trata-se de um professor técnico e não um intelectual que domina as diversas ferramentas das Ciências Sociais. Os professores oriundos de cursos de finais de semana, de licenciatura curta e/ou a distância, ou de reciclagens e programas de capacitação apreendem e reproduzem um currículo tecnicista aos moldes do ensino de “Educação Moral e Cívica” da época da ditadura militar.

Exigimos o suprimento de nossa necessidade de formação para uma atuação docente crítica, que vise o ensino transformador de uma realidade quase inerte, no que tange à capacidade dos indivíduos de reconhecer os problemas sociais e de pensamento sobre o social. Nos interessamos, sobretudo, na alteração na lei que regula a exigência da disciplina Sociologia no ensino médio para que não seja permitido que graduados de outras áreas lecionem a disciplina.

Que o ensino das Ciências Sociais não se restrinja a teoria e que dialogue com o contexto social em que o aluno está inserido, entrando em confronto tanto com as dificuldades prévias e estruturais para atuação (precariedade de material didático, tempo reduzido para exposição da matéria, salário baixo,) como com o caráter apaziguador proposto pelo atual sistema educacional, que defende uma formação nos moldes das cartilhas de preparação para concursos de seleção para vestibular e para a formação de mão de obra para o mercado, legitimando a dominação de uma classe minoritária.

Nós da ANECS nos colocamos ao lado dos estudantes e professores de Ciências Sociais da Universidade Federal de Sergipe na luta contra a aprovação do curso de “Especialização em Ensino de Sociologia no Ensino Médio – Modalidade à Distância”, pois entendemos que se trata de mais uma forma de precarizar a educação e contribuir para o retrocesso da luta por uma sociedade capaz de pensar a si própria e se mobilizar pela transformação social. Salientamos que não somos contra que sejam criados cursos de pós-graduação, sejam eles lato sensu ou stricto sensu, porém essa modalidade, à distância e o formato como foi proposto tal curso, não atende em nenhum aspecto às nossas necessidades e nem as dos estudantes do ensino médio.

ANECS – Articulação Nacional das/os Estudantes de Ciências Sociais

Anúncios

Publicado em 31/10/2011, em Notas e Cartas e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: