Arquivo do autor:ANECS Nordeste

Zine CRECS – Coordenação Regional de Estudantes de Ciências Sociais – Nordeste.

Deliberado no CORECS NE 2012 que aconteceu na UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) o Zine CRECS é um meio de fortalecer a comunicação entre as escolas do Nordeste, a fim de sabermos o que anda acontecendo no cotidiano de algumas escolas. O Zine tem como objetivo também estabelecer uma rede de articulação mais concreta entre as escolas e será distribuído nas mesmas.

Zine CRECS

Anúncios

Nota de solidariedade pela morte de Samambaia

Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais – ANECS se posiciona contra o descaso ao falecimento do estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Pernambuco Raimundo Matias Dantas Neto, mais conhecido como “Samambaia”. O estudante saiu de casa na quinta-feira (3), seu corpo foi encontrado na madrugada de sexta-feira (4) na praia de Boa Viagem. Apesar da família tê-lo procurado no Instituto Médico Legal, somente teve ciência do fato por uma matéria exibida na TV. Ao procurar o corpo no IML, a família foi impedida de vê-lo. Há incongruências entre o laudo, a fala da perita e a foto de como o corpo chegou ao IML. Contrariando a fala da perita, que disse que o corpo estava intacto, sem sinal de qualquer violência, na foto o estudante aparece sem camisa, com a bermuda rasgada, escoriações pelo corpo e pescoço deslocado. Tais incongruências contribuem para vários questionamentos acerca da morte de Samambaia. O que motivou tamanha crueldade? Porque tantos impedimentos no acesso da família ao corpo? Porque tanta insensibilidade permeando a burocracia ao tratar da morte desse estudante?
Vale ressaltar que estamos falando de um estudante NEGRO. Conforme constatações, seu corpo foi encontrado com claras marcas de tortura, parte dos seus dreads foram arrancados. O caso de Samambaia não pode representar apenas mais um caso, em meio a tantos, de crime hediondo e racista!
Tendo em vista a maneira desumana com que a morte do estudante foi tratada no IML, a ANECS vem através desta nota registrar solidariedade e firmeza junto à familia do Samambaia e repudio à impunidade no caso da morte do estudante e a qualquer forma de opressão e violência racista. Imagem

III EICS

A tod@s @s estudantes do MECS interessad@s na dinâmica e na análise da crise do modelo societal capitalista e as novas dinâmicas sociais em tempos de aprofundamento da crise estrutural do capital:

III Encontro Internacional de Ciências Sociais: Crise e Emergência de novas Dinâmicas Sociais

“O objetivo do III Encontro Internacional de Ciências Sociais é o de promover e aprofundar o debate sobre as mais recentes crises e transformações das sociedades contemporâneas. Nesse quadro, leva-se em consideração a interpenetração entre as realidades configuradas pela lógica do Estado-nação e as dinâmicas sociais instauradas pelas diversas mobilidades de pessoas, objetos, imagens e informações promovidas pela sociedade global. Para tanto, busca-se disseminar e fomentar a troca de conhecimentos que contribuam para a construção, ressignificação ou mesmo reiteração de categorias conceituais que façam frente à complexidade dos desdobramentos sociais produzidos por esses deslocamentos. As relações sociais, políticas, econômicas e culturais construídas na e pela dinâmica local/nacional/global intensificam as interdependências entre essas dimensões. Além disso, evidenciam as limitações de velhos referentes cognitivos que foram pensados e desenvolvidos a partir dos limites apresentados pela formação e reprodução das sociedades nacionais. A tarefa à qual as Ciências Sociais se veem, hoje, obrigadas é a de desenvolver referentes cognitivos que possam lidar teórica e empiricamente com a compreensão dos sentidos do movimento pendular entre instabilidades e estabilidades, produzidas pelas novas dinâmicas sociais. Estes são alguns dos elementos centrais que o III Encontro Internacional de Ciências Sociais – EICS, na sua presente edição, propõe ao público acadêmico nacional e internacional.”

Mais Informações: www.ufpel.tche.br/isp/ppgcs/eics

1º de Maio é dia de LUTA!!

Hoje no dia 1º de Maio, dia internacional das/os trabalhadoras/res, faz-se necessário as/os estudantes reafirmarem uma perspectiva classista de atuação, vinculando suas reivindicações a luta das/os trabalhadoras/res do campo e da cidade, daqueles que retiram do seu suor diário o alimento de cada dia.

Vivemos um período em que não há o que comemorar no campo das conquistas referentes ao mundo do trabalho. Trabalhadoras/res do mundo inteiro perdem conquistas históricas e veem seus direitos sendo flexibilizados como forma de salvar a economia capitalista a cada notícia de aprofundamento da crise.

Em contrapartida os movimentos de contestação crescem globalmente e voltamos a escutar, em vários cantos do mundo, o eco de grandes greves-gerais se contrapondo a nova ofensiva de retirada de direitos, para que a economia global capitalista saia da maior crise desde a grande depressão de 1929.

Nesse sentido é importante nos posicionarmos contrários as deturpações do 1º de Maio encampado pelas grandes Centrais Sindicais, sobretudo a CUT, que em vários Estados se esforça para desvincular o sentido histórico da data, colocando em sua programação oficial: “festividades, atrações, torneios de futebol, shows, trio elétricos etc”. Refutamos tal concepção do 1º de Maio!

Para entendermos a história dessa data, bem como sua importância para as lutas sociais, apresentamos um pequeno vídeo feito com Software Livre, em plataforma Linux, fruto de um processo coletivo. A animação “Maio Nosso Maio” apresenta de forma leve e compromissada uma leitura histórica que resgata o sentido original do Dia dos Trabalhadores.

 “1º de Maio é dia de LUTA!!”

IV Semana de Ciências Sociais da UECE

De 23 a 27 de Abril de 2012, se realizará na Universidade Estadual do Ceará a IV Semana de Ciências Sociais da UECE. O evento, que teve sua ultima edição realizada entre os dias 09 a 13 de Março de 2009, é um importante espaço de debate voltado especificamente para a realidade do curso de Ciências Sociais da UECE.

A IV Semana vem da necessidade de uma série de mudanças e reformulações pensadas no intuito de superar os muitos problemas encontrados na Ciências Sociais, na perda de seu caráter crítico questionador e preocupado com as transformações em sociedade, faz-se urgente repensar e reformular nossa formação teórica e prática, entendendo que tais questionamentos fazem parte de um contexto global de reorganização do mundo do trabalho e construção e reconstrução de novos paradigmas.

Diante disso, acreditamos ser fundamental que a própria Ciência Social debata e formule sobre si mesma, avaliando constantemente o ofício de Antropólogo, Sociólogo e Cientista Político e como eles se modificam num contexto de crise que vai para além da esfera econômica, mas social, política e ambiental, acentuada a partir da década de setenta.

Em um período de notória ebulição social, com revoluções no mundo Árabe, intensas mobilizações estudantis no Chile, acirramento das contradições econômicas e sociais que trouxeram a volta de milhares de pessoas as ruas da Europa e EUA, entendemos ser obrigação das Ciências Sociais analisar, entender e apontar perspectivas para uma realidade em evidente transformação que toma o início da segunda década do século XXI, para que analisemos tais transformações bem como suas consequências nos vários âmbitos da vida social.

MESA 1: Movimentos Sociais e o Estado

Facilitadores:

  • Mônica Martins:Profª. de Ciências Políticas (UECE)
  • Frederico de Castro Neves:Prof. de História (UFC)

MESA 2: Atuação do Cientista Social

Facilitadores: 

  • Sérgio G. T. Brissac: Antropólogo – Analista de Antropologia / Perito do Ministério Público Federal.
  • Regina Brandão: Assessora em participação social, gestora em EMI do CENTEC e monitora de projetos de capacitação solidária.
  • Lenildo Monteiro Gomes: Coordenador da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes / professor de Sociologia e Ciência Política na FaC.

MESA 3: A questão territorial no Brasil e as Grandes Obras

Facilitadores: 

  • André Lima:Prof. de Economia da UFC e Membro do Comitê Popular da Copa
  • Ercília Maia:Moradora da Comunidade Aldací Barbosa

  • Marília Passos: Advogada do Escritório de Assessoria Jurídica Popular Frei Tito

 MESA 4: Democracia e Cidadania em tempos de Crise do Capital

Facilitadores:

  • Josênio Parente: Prof. de Ciência Política (UECE)
  • Maria Aparecida Dos Santos: Profª de Serviço Social (UECE)

MESA 5: Reorganização do Trabalho e suas Consequências na Educação

Facilitadores:

  • Meneleu Neto: Prof. de Geografia (UECE)
  • Susana Jimenez:Profª. de Pedagogia (UECE)

MESA 6: Questão do Sociólogo e Sindicalização

Facilitadores:

  • Adelita Carleial: Profª. de Sociologia (UECE)
  • Nágyla Maria Galdino: Profª. de Sociologia (UECE)

Mais Informações: http://ivsemanacs.wordpress.com/

Seminário da Crecs (Corecs-NE)

O II Seminário da CRECS [corecs-ne] ocorreu nos dias 24,25,26 de fevereiro na Univasf, em Juazeiro, Bahia!

Além de formações políticas e espaços de socialização, foram discutidos importantes assuntos no que se refere a organização constante do mecs nordeste, à saber: relação crecs-anecs, organização da crecs e erecs/dinâmica do encontro.

Dando continuidade a necessidade de socialização de discussões e maior integração entre as escolas do nordeste para todos juntos somarmos à construção de um Movimento Estudantil de Ciências Sociais realmente Perigoso, segue abaixo a proposta de Regimento da Coordenação Regional dos Estudantes de Ciências Sociais, discutida durante o seminário e que é de suma importância ser debatida nas escolas do nordeste!

É sempre bom lembrar…

Que se trata de uma proposta! E que deve ser debatida, reformulada, se necessário e aprovada no III ERECS, em Ilhéus, Bahia! Proposta de Regimento

 

Síntese das Discussões e Encaminhamentos do III CONECS

Concluída a Síntese das Discussões e Encaminhamentos do III Conselho Nacional de Estudantes (CONECS) ocorrido em Fortaleza – Ceará.

É importante debater as discussões nas escolas afim de levarem o acúmulo ao ENECS 2012, pois muito do que foi discutido e encaminhado no III CONECS será reavaliado ou aprofundado no Encontro Nacional.

Baixe o aquivo em PDF: Síntese das Discussões e Encaminhamentos do III CONECS

Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: